Este site é melhor visualizado no Internet Explorer 11. Recomendamos que você atualize seu navegador.
Aposentado: como aproveitar seu 13⁰?

Veja como usar o dinheiro extra com sabedoria.

 

A partir de 25 de agosto até o início de setembro, será paga a primeira parcela do 13º dos aposentados e pensionistas. A segunda parcela será paga em novembro. Uma entrada extra, que pode trazer um fôlego para as contas de milhões de segurados da Previdência Social em todo o Brasil.

 

Segundo a diretora do SerasaConsumidor, Fernanda Monnerat, quem tem direito a esse benefício deve aproveitar a oportunidade para se organizar financeiramente e utilizar o dinheiro extra da melhor maneira possível. “Seja para complementar um orçamento mais curto, cuidar da saúde ou até mesmo poupar e fazer bons investimentos, desde que o aposentado não esteja superendividado ou com dívidas em atraso”. Veja algumas dicas para tirar o melhor proveito do seu abono anual:

 

  • Finanças em ordem – Se o orçamento da casa estiver descontrolado, antes de receber a primeira parcela do 13º salário, é importante que o aposentado se organize. Faça uma lista com todas as contas e compare com a renda mensal. Dessa maneira, será possível identificar se ele está gastando mais do que ganha e fazer alguns ajustes, como o corte de supérfluos, por exemplo. Se for necessário, o dinheiro extra pode ser usado para ajudar no pagamento das contas essenciais, como água, luz e alimentação, por exemplo;
  • Quitar ou antecipar o pagamento de dívidas: Você sabia que pode antecipar o pagamento de dívidas com desconto? Caso tenha empréstimos em seu nome, pode pedir ao banco ou financeira para descontar os juros das próximas parcelas do seu contrato. Por lei, a instituição é obrigada a fornecer esse cálculo em até 5 dias e você poderá usar seu dinheiro para eliminar ou reduzir essa despesa do seu orçamento.
  • Cuidar da saúde: Aproveite essa época para agendar seu check up ou consulta anual ao dentista. Assim você terá dinheiro disponível para os tratamentos e remédios, investindo sempre na sua qualidade de vida.
  • Investir seu dinheiro: Aproveite os juros altos para poupar e garantir bons rendimentos de aplicações financeiras. Mas atenção: essa dica só vale para quem está com as contas em dia. Se você tem dívidas em atraso, priorize o pagamento e evite multas e juros ainda maiores.
  • Encher a despensa: Com o preço dos alimentos subindo a cada dia, vale a pena estocar produtos com duração mais longa, como enlatados e condimentos em promoção e proteger seu orçamento de futuras surpresas. Mas fique atento! Para evitar que os alimentos estraguem, cole etiquetas na prateleira com os meses do ano e agrupe os produtos de acordo com a data de validade.
  • Evite emprestar: Quem está pensando em emprestar o dinheiro para parentes ou amigos precisa ficar atento. Por mais bem intencionada que essa pessoa possa ser, sempre há o risco de descontrole financeiro e quem pode ter que assumir a dívida é o aposentado. Cuidado!
  • Antecipar compras de Natal: Que tal aproveitar os preços mais baixos dessa época para comprar os presentes natalinos para os filhos, netos e amigos? É uma ótima maneira de economizar com as promoções e ainda escapar das lojas lotadas e do nervosismo no final do ano.
  • Fazer uma viagem: Aproveite o período de baixa temporada e escolha um lugar novo para conhecer e celebrar a vida com economia. Aproveite as ofertas exclusivas para quem tem acima de 60 anos e garanta passagens gratuitas e descontos em pacotes e passeios. Você merece esse presente!
Aposentado: como aproveitar seu 13⁰?close

Veja como usar o dinheiro extra com sabedoria.

 

A partir de 25 de agosto até o início de setembro, será paga a primeira parcela do 13º dos aposentados e pensionistas. A segunda parcela será paga em novembro. Uma entrada extra, que pode trazer um fôlego para as contas de milhões de segurados da Previdência Social em todo o Brasil.

 

Segundo a diretora do SerasaConsumidor, Fernanda Monnerat, quem tem direito a esse benefício deve aproveitar a oportunidade para se organizar financeiramente e utilizar o dinheiro extra da melhor maneira possível. “Seja para complementar um orçamento mais curto, cuidar da saúde ou até mesmo poupar e fazer bons investimentos, desde que o aposentado não esteja superendividado ou com dívidas em atraso”. Veja algumas dicas para tirar o melhor proveito do seu abono anual:

 

  • Finanças em ordem – Se o orçamento da casa estiver descontrolado, antes de receber a primeira parcela do 13º salário, é importante que o aposentado se organize. Faça uma lista com todas as contas e compare com a renda mensal. Dessa maneira, será possível identificar se ele está gastando mais do que ganha e fazer alguns ajustes, como o corte de supérfluos, por exemplo. Se for necessário, o dinheiro extra pode ser usado para ajudar no pagamento das contas essenciais, como água, luz e alimentação, por exemplo;
  • Quitar ou antecipar o pagamento de dívidas: Você sabia que pode antecipar o pagamento de dívidas com desconto? Caso tenha empréstimos em seu nome, pode pedir ao banco ou financeira para descontar os juros das próximas parcelas do seu contrato. Por lei, a instituição é obrigada a fornecer esse cálculo em até 5 dias e você poderá usar seu dinheiro para eliminar ou reduzir essa despesa do seu orçamento.
  • Cuidar da saúde: Aproveite essa época para agendar seu check up ou consulta anual ao dentista. Assim você terá dinheiro disponível para os tratamentos e remédios, investindo sempre na sua qualidade de vida.
  • Investir seu dinheiro: Aproveite os juros altos para poupar e garantir bons rendimentos de aplicações financeiras. Mas atenção: essa dica só vale para quem está com as contas em dia. Se você tem dívidas em atraso, priorize o pagamento e evite multas e juros ainda maiores.
  • Encher a despensa: Com o preço dos alimentos subindo a cada dia, vale a pena estocar produtos com duração mais longa, como enlatados e condimentos em promoção e proteger seu orçamento de futuras surpresas. Mas fique atento! Para evitar que os alimentos estraguem, cole etiquetas na prateleira com os meses do ano e agrupe os produtos de acordo com a data de validade.
  • Evite emprestar: Quem está pensando em emprestar o dinheiro para parentes ou amigos precisa ficar atento. Por mais bem intencionada que essa pessoa possa ser, sempre há o risco de descontrole financeiro e quem pode ter que assumir a dívida é o aposentado. Cuidado!
  • Antecipar compras de Natal: Que tal aproveitar os preços mais baixos dessa época para comprar os presentes natalinos para os filhos, netos e amigos? É uma ótima maneira de economizar com as promoções e ainda escapar das lojas lotadas e do nervosismo no final do ano.
  • Fazer uma viagem: Aproveite o período de baixa temporada e escolha um lugar novo para conhecer e celebrar a vida com economia. Aproveite as ofertas exclusivas para quem tem acima de 60 anos e garanta passagens gratuitas e descontos em pacotes e passeios. Você merece esse presente!

Qual é a regra de ouro no uso do cartão de crédito?

Se enrolou no cartão de crédito? Saiba qual é o primeiro mandamento para o bom uso dele e quando ter mais de um cartão pode ser uma boa ideia.

 

Qual é a regra de ouro no uso do cartão de crédito?close

Se enrolou no cartão de crédito? Saiba qual é o primeiro mandamento para o bom uso dele e quando ter mais de um cartão pode ser uma boa ideia.

 

Qual é o limite de cartão de crédito ideal para mim?

Para muita gente, o primeiro acesso ao crédito está num pedacinho de plástico. Antes mesmo de ter alguma renda ou abrir uma conta em banco, é possível ter um cartão de crédito. Pais presenteiam seus filhos com cartões adicionais, casais contratam mais de um cartão para facilitar as compras da família, e lojas de varejo e supermercados também oferecem cartões para fidelizar seus clientes.

“É tanta oferta de crédito que se a gente resolver gastar todos os limites dos cartões da família, não tem como pagar depois”, diz Aline, casada com Marcos e mãe da adolescente de 16 anos Giovanna. A renda da família é de R$ 3.000,00 por mês, mas a soma dos limites de seus sete cartões de crédito chega a R$ 9.000,00.

É nesse ponto que muitas famílias se perdem. Por isso, antes de sair gastando seu limite, vale a pena levar em conta algumas dicas:

  • Faça as contas –Some os limites de todos os cartões da família. Se o valor for maior do que a renda, elimine alguns cartões ou entre em contato com seu banco e peça redução dos limites. A sugestão é que os limites totais não ultrapassem 30% da renda familiar. Assim, você evita cair em tentação.
  • Reserve limites altos para emergências – A geladeira quebrou e você não tem dinheiro guardado? Talvez precise usar o cartão de crédito para comprar uma nova geladeira em parcelas. Apenas nesses casos, é bom ter um cartão com limite mais alto do que sua renda. Como esse tipo de imprevisto não acontece sempre, mantenha esse cartão em casa e use apenas para emergências.
  • Defina um limite diário para você – Ao manter o limite do cartão de crédito em 30% da renda, fica mais fácil controlar os gastos. Se seu salário é de R$ 1.500,00, por exemplo, o limite do cartão deve ser de até R$ 450,00. Divida pelos 30 dias do mês e você saberá seu limite diário, que nesse caso é de R$ 15,00. Mentalize esse valor, pois é o que você poderá gastar por dia no cartão para manter as contas no azul.
  • Programe as parcelas – Sabe aquele calendário que fica na porta da geladeira? Cada vez que fizer uma compra parcelada, anote ali as parcelas pendentes, mês a mês. Enquanto tiver parcelas em aberto, evite novas compras. Aguarde finalizar um parcelamento antes de iniciar outro.

Se você já acumulou dívidas no cartão, não perca tempo! Acesse o SerasaConsumidor, cadastre-se e limpe seu nome com as empresas participantes.

Qual é o limite de cartão de crédito ideal para mim?close

Para muita gente, o primeiro acesso ao crédito está num pedacinho de plástico. Antes mesmo de ter alguma renda ou abrir uma conta em banco, é possível ter um cartão de crédito. Pais presenteiam seus filhos com cartões adicionais, casais contratam mais de um cartão para facilitar as compras da família, e lojas de varejo e supermercados também oferecem cartões para fidelizar seus clientes.

“É tanta oferta de crédito que se a gente resolver gastar todos os limites dos cartões da família, não tem como pagar depois”, diz Aline, casada com Marcos e mãe da adolescente de 16 anos Giovanna. A renda da família é de R$ 3.000,00 por mês, mas a soma dos limites de seus sete cartões de crédito chega a R$ 9.000,00.

É nesse ponto que muitas famílias se perdem. Por isso, antes de sair gastando seu limite, vale a pena levar em conta algumas dicas:

  • Faça as contas –Some os limites de todos os cartões da família. Se o valor for maior do que a renda, elimine alguns cartões ou entre em contato com seu banco e peça redução dos limites. A sugestão é que os limites totais não ultrapassem 30% da renda familiar. Assim, você evita cair em tentação.
  • Reserve limites altos para emergências – A geladeira quebrou e você não tem dinheiro guardado? Talvez precise usar o cartão de crédito para comprar uma nova geladeira em parcelas. Apenas nesses casos, é bom ter um cartão com limite mais alto do que sua renda. Como esse tipo de imprevisto não acontece sempre, mantenha esse cartão em casa e use apenas para emergências.
  • Defina um limite diário para você – Ao manter o limite do cartão de crédito em 30% da renda, fica mais fácil controlar os gastos. Se seu salário é de R$ 1.500,00, por exemplo, o limite do cartão deve ser de até R$ 450,00. Divida pelos 30 dias do mês e você saberá seu limite diário, que nesse caso é de R$ 15,00. Mentalize esse valor, pois é o que você poderá gastar por dia no cartão para manter as contas no azul.
  • Programe as parcelas – Sabe aquele calendário que fica na porta da geladeira? Cada vez que fizer uma compra parcelada, anote ali as parcelas pendentes, mês a mês. Enquanto tiver parcelas em aberto, evite novas compras. Aguarde finalizar um parcelamento antes de iniciar outro.

Se você já acumulou dívidas no cartão, não perca tempo! Acesse o SerasaConsumidor, cadastre-se e limpe seu nome com as empresas participantes.

Seu nome vale ouro

Proteja seus dados pessoais em grandes eventos públicos.

 

José Antonio perdeu seus documentos no estádio Beira-Rio, em Porto Alegre, durante um jogo da Copa do Mundo de 2014. Como tinha uma cópia do RG em casa, não deu muita importância ao fato e não fez um boletim de ocorrência. Alguns dias após o ocorrido, tirou a segunda via do documento. Menos de três meses depois, começou a receber uma cobrança atrás da outra. Por quê? Compras foram feitas em seu nome. Até hoje é vítima de fraudes: “já recebi até fatura de uma TV parcelada em 18 vezes, mas nunca fiz essa compra”.

Em eventos públicos com grande aglomeração de pessoas nas ruas, no transporte público ou em bares e estádios, o risco de perda ou roubo de documentos e cartões bancários aumenta. Em ocasiões como essas, fraudadores especializados em roubo de identidade se aproveitam da distração dos espectadores para usar seus dados em compras, empréstimos e financiamentos que só serão notados muito tempo depois, quando as parcelas começarem a vencer.

Nos primeiros dias da Copa, a Serasa registrou um aumento de 16% nos cadastros de documentos extraviados, em comparação ao ano anterior. Vai participar dos megaeventos esportivos no Rio este ano? Confira algumas dicas para não entrar nesta estatística e garanta a sua segurança:

1ª Não saia de casa com todos os documentos originais;

2ª Se for a um lugar que não pede documento original, leve uma cópia simples ou autenticada;

3ª Procure guardar documentos, cartões e cheques no bolso da frente da calça ou em bolsos escondidos dentro da bolsa;

4ª Não perca de vista seus documentos e nunca os entregue a desconhecidos;

5ª Nunca forneça seus dados pessoais por telefone ou para estranhos;

 

O que fazer caso seus documentos sejam extraviados

Não perca tempo:

– Vá à delegacia de polícia mais próxima e registre um Boletim de Ocorrência (B.O.) ou pesquise na internet se a polícia do seu Estado possui o B.O. Eletrônico. Informe detalhadamente todos os documentos perdidos ou roubados;

– Ligue imediatamente para a central de atendimento do seu banco para cancelar cartões e cheques perdidos ou roubados;

– Cadastre um alerta gratuito no nosso Serviço de Documentos e Cheques Roubados e esteja prevenido das fraudes. Ao se cadastrar, você ainda ganha automaticamente, por 15 dias, prevenção em dobro com o serviço antifraude do SerasaConsumidor (MeProteja), que acompanha 24 horas por dia as movimentações do seu CPF. Durante este período, caso seu documento seja consultado por alguma empresa, você receberá imediatamente uma mensagem de celular – SMS – informando o ocorrido. Assim, pode identificar se era você que estava buscando crédito ou se está sendo vítima de uma fraude.

Com esses cuidados, é só aproveitar os momentos de diversão que o esporte proporciona.

Seu nome vale ouroclose

Proteja seus dados pessoais em grandes eventos públicos.

 

José Antonio perdeu seus documentos no estádio Beira-Rio, em Porto Alegre, durante um jogo da Copa do Mundo de 2014. Como tinha uma cópia do RG em casa, não deu muita importância ao fato e não fez um boletim de ocorrência. Alguns dias após o ocorrido, tirou a segunda via do documento. Menos de três meses depois, começou a receber uma cobrança atrás da outra. Por quê? Compras foram feitas em seu nome. Até hoje é vítima de fraudes: “já recebi até fatura de uma TV parcelada em 18 vezes, mas nunca fiz essa compra”.

Em eventos públicos com grande aglomeração de pessoas nas ruas, no transporte público ou em bares e estádios, o risco de perda ou roubo de documentos e cartões bancários aumenta. Em ocasiões como essas, fraudadores especializados em roubo de identidade se aproveitam da distração dos espectadores para usar seus dados em compras, empréstimos e financiamentos que só serão notados muito tempo depois, quando as parcelas começarem a vencer.

Nos primeiros dias da Copa, a Serasa registrou um aumento de 16% nos cadastros de documentos extraviados, em comparação ao ano anterior. Vai participar dos megaeventos esportivos no Rio este ano? Confira algumas dicas para não entrar nesta estatística e garanta a sua segurança:

1ª Não saia de casa com todos os documentos originais;

2ª Se for a um lugar que não pede documento original, leve uma cópia simples ou autenticada;

3ª Procure guardar documentos, cartões e cheques no bolso da frente da calça ou em bolsos escondidos dentro da bolsa;

4ª Não perca de vista seus documentos e nunca os entregue a desconhecidos;

5ª Nunca forneça seus dados pessoais por telefone ou para estranhos;

 

O que fazer caso seus documentos sejam extraviados

Não perca tempo:

– Vá à delegacia de polícia mais próxima e registre um Boletim de Ocorrência (B.O.) ou pesquise na internet se a polícia do seu Estado possui o B.O. Eletrônico. Informe detalhadamente todos os documentos perdidos ou roubados;

– Ligue imediatamente para a central de atendimento do seu banco para cancelar cartões e cheques perdidos ou roubados;

– Cadastre um alerta gratuito no nosso Serviço de Documentos e Cheques Roubados e esteja prevenido das fraudes. Ao se cadastrar, você ainda ganha automaticamente, por 15 dias, prevenção em dobro com o serviço antifraude do SerasaConsumidor (MeProteja), que acompanha 24 horas por dia as movimentações do seu CPF. Durante este período, caso seu documento seja consultado por alguma empresa, você receberá imediatamente uma mensagem de celular – SMS – informando o ocorrido. Assim, pode identificar se era você que estava buscando crédito ou se está sendo vítima de uma fraude.

Com esses cuidados, é só aproveitar os momentos de diversão que o esporte proporciona.

Cartão ou dinheiro: o que levar no bolso quando você vai a grandes eventos?

Você está prestes a acompanhar, de pertinho, uma das competições das Olimpíadas no Rio de Janeiro; ou pode ser que você esteja de saída para o show do seu cantor favorito. Eis que surge a dúvida: “devo levar cartão ou dinheiro”?

 

De modo geral, o cartão é o meio de pagamento mais recomendado: é seguro, pois você precisa digitar uma senha pessoal para efetivar o pagamento. Em caso de perda ou roubo, é possível providenciar imediatamente o cancelamento, enquanto o dinheiro que eventualmente estiver na carteira dificilmente será recuperado. Outra vantagem do cartão é que você pode fazer a consulta online da fatura e, assim, acompanhar diariamente seus gastos.

 

Com a disseminação dos leitores de cartões por meio do celular, os comerciantes não precisam necessariamente de uma máquina para passar o cartão de crédito ou débito.  Com isso, cada vez mais comerciantes adotam essa forma de pagamento.

 

Dicas para quem irá aos jogos

No Rio de Janeiro, sede das Olimpíadas, você pode utilizar o cartão de débito ou crédito até mesmo nas barracas que alugam cadeiras e guarda-sóis. Na praia, muitos ambulantes e artesãos também aceitam essa forma de pagamento.

 

Para a compra de ingressos e produtos oficiais na loja online do Rio2016, são aceitos apenas cartões Visa – patrocinador oficial. Isso também vale para as lojas físicas e quiosques espalhados pelas arenas dos jogos. Se você não tem um cartão dessa bandeira, pode solicitar um cartão pré-pago nesses pontos de vendas.

 

O pré-pago funciona de um jeito bem simples: não é cobrada tarifa ou anuidade. Você carrega o cartão com valores entre R$ 20,00 e R$ 2.000,00 e usa normalmente, como o débito. Caso sobre algum saldo, você poderá utilizá-lo em qualquer estabelecimento credenciado à bandeira no período de um ano. É uma maneira fácil de estipular um valor limite para gastar durante o período que estiver acompanhando as Olimpíadas. Assim, seu orçamento não se complica após o evento.

 

Se preferir o cartão de débito, junte todos os comprovantes e faça as contas diariamente de quanto gastou, evitando entrar no cheque especial, caso tenha. Se for usar o crédito, faça o mesmo e garanta que terá o valor total gasto no dia do vencimento da sua fatura.  Você pode até ficar tentado a parcelar, mas resista! Evite pagar um alto valor de juros. É um péssimo negócio em qualquer situação.

 

Há uma série de outras medidas e cuidados que você pode adotar para fazer economia e não cair em ciladas durante o evento. Leia o guia completo que o SerasaConsumidor desenvolveu em parceria com a ABRADECONT (Associação Brasileira de Defesa do Consumidor e Trabalhador). Ele traz dicas sobre alimentação, hospedagem, transporte e cuidados a serem tomados na hora de fazer reservas e contratar serviços, além de orientações práticas sobre o que fazer em caso de perda de documentos ou necessidade de ajuda. Confira e aproveite ao máximo a festa mundial do esporte!

Cartão ou dinheiro: o que levar no bolso quando você vai a grandes eventos?close

Você está prestes a acompanhar, de pertinho, uma das competições das Olimpíadas no Rio de Janeiro; ou pode ser que você esteja de saída para o show do seu cantor favorito. Eis que surge a dúvida: “devo levar cartão ou dinheiro”?

 

De modo geral, o cartão é o meio de pagamento mais recomendado: é seguro, pois você precisa digitar uma senha pessoal para efetivar o pagamento. Em caso de perda ou roubo, é possível providenciar imediatamente o cancelamento, enquanto o dinheiro que eventualmente estiver na carteira dificilmente será recuperado. Outra vantagem do cartão é que você pode fazer a consulta online da fatura e, assim, acompanhar diariamente seus gastos.

 

Com a disseminação dos leitores de cartões por meio do celular, os comerciantes não precisam necessariamente de uma máquina para passar o cartão de crédito ou débito.  Com isso, cada vez mais comerciantes adotam essa forma de pagamento.

 

Dicas para quem irá aos jogos

No Rio de Janeiro, sede das Olimpíadas, você pode utilizar o cartão de débito ou crédito até mesmo nas barracas que alugam cadeiras e guarda-sóis. Na praia, muitos ambulantes e artesãos também aceitam essa forma de pagamento.

 

Para a compra de ingressos e produtos oficiais na loja online do Rio2016, são aceitos apenas cartões Visa – patrocinador oficial. Isso também vale para as lojas físicas e quiosques espalhados pelas arenas dos jogos. Se você não tem um cartão dessa bandeira, pode solicitar um cartão pré-pago nesses pontos de vendas.

 

O pré-pago funciona de um jeito bem simples: não é cobrada tarifa ou anuidade. Você carrega o cartão com valores entre R$ 20,00 e R$ 2.000,00 e usa normalmente, como o débito. Caso sobre algum saldo, você poderá utilizá-lo em qualquer estabelecimento credenciado à bandeira no período de um ano. É uma maneira fácil de estipular um valor limite para gastar durante o período que estiver acompanhando as Olimpíadas. Assim, seu orçamento não se complica após o evento.

 

Se preferir o cartão de débito, junte todos os comprovantes e faça as contas diariamente de quanto gastou, evitando entrar no cheque especial, caso tenha. Se for usar o crédito, faça o mesmo e garanta que terá o valor total gasto no dia do vencimento da sua fatura.  Você pode até ficar tentado a parcelar, mas resista! Evite pagar um alto valor de juros. É um péssimo negócio em qualquer situação.

 

Há uma série de outras medidas e cuidados que você pode adotar para fazer economia e não cair em ciladas durante o evento. Leia o guia completo que o SerasaConsumidor desenvolveu em parceria com a ABRADECONT (Associação Brasileira de Defesa do Consumidor e Trabalhador). Ele traz dicas sobre alimentação, hospedagem, transporte e cuidados a serem tomados na hora de fazer reservas e contratar serviços, além de orientações práticas sobre o que fazer em caso de perda de documentos ou necessidade de ajuda. Confira e aproveite ao máximo a festa mundial do esporte!

Cuidar melhor do seu dinheiro estava entre as metas de ano novo?

Já passamos da metade de 2016: se lidar melhor com o seu dinheiro estava entre as suas metas de ano novo, pare e analise se está conseguindo cumprir seus objetivos. Ainda dá tempo!

Cuidar melhor do seu dinheiro estava entre as metas de ano novo?close

Já passamos da metade de 2016: se lidar melhor com o seu dinheiro estava entre as suas metas de ano novo, pare e analise se está conseguindo cumprir seus objetivos. Ainda dá tempo!

Mais Destaques

Aposentado: como aproveitar seu 13⁰?

Veja como usar o dinheiro extra com sabedoria.

 

A partir de 25 de agosto até o início de setembro, será paga a primeira parcela do 13º dos aposentados e pensionistas. A segunda parcela será paga em novembro. Uma entrada extra, que pode trazer um fôlego para as contas de milhões de segurados da Previdência Social em todo o Brasil.

 

Segundo a diretora do SerasaConsumidor, Fernanda Monnerat, quem tem direito a esse benefício deve aproveitar a oportunidade para se organizar financeiramente e utilizar o dinheiro extra da melhor maneira possível. “Seja para complementar um orçamento mais curto, cuidar da saúde ou até mesmo poupar e fazer bons investimentos, desde que o aposentado não esteja superendividado ou com dívidas em atraso”. Veja algumas dicas para tirar o melhor proveito do seu abono anual:

 

  • Finanças em ordem – Se o orçamento da casa estiver descontrolado, antes de receber a primeira parcela do 13º salário, é importante que o aposentado se organize. Faça uma lista com todas as contas e compare com a renda mensal. Dessa maneira, será possível identificar se ele está gastando mais do que ganha e fazer alguns ajustes, como o corte de supérfluos, por exemplo. Se for necessário, o dinheiro extra pode ser usado para ajudar no pagamento das contas essenciais, como água, luz e alimentação, por exemplo;
  • Quitar ou antecipar o pagamento de dívidas: Você sabia que pode antecipar o pagamento de dívidas com desconto? Caso tenha empréstimos em seu nome, pode pedir ao banco ou financeira para descontar os juros das próximas parcelas do seu contrato. Por lei, a instituição é obrigada a fornecer esse cálculo em até 5 dias e você poderá usar seu dinheiro para eliminar ou reduzir essa despesa do seu orçamento.
  • Cuidar da saúde: Aproveite essa época para agendar seu check up ou consulta anual ao dentista. Assim você terá dinheiro disponível para os tratamentos e remédios, investindo sempre na sua qualidade de vida.
  • Investir seu dinheiro: Aproveite os juros altos para poupar e garantir bons rendimentos de aplicações financeiras. Mas atenção: essa dica só vale para quem está com as contas em dia. Se você tem dívidas em atraso, priorize o pagamento e evite multas e juros ainda maiores.
  • Encher a despensa: Com o preço dos alimentos subindo a cada dia, vale a pena estocar produtos com duração mais longa, como enlatados e condimentos em promoção e proteger seu orçamento de futuras surpresas. Mas fique atento! Para evitar que os alimentos estraguem, cole etiquetas na prateleira com os meses do ano e agrupe os produtos de acordo com a data de validade.
  • Evite emprestar: Quem está pensando em emprestar o dinheiro para parentes ou amigos precisa ficar atento. Por mais bem intencionada que essa pessoa possa ser, sempre há o risco de descontrole financeiro e quem pode ter que assumir a dívida é o aposentado. Cuidado!
  • Antecipar compras de Natal: Que tal aproveitar os preços mais baixos dessa época para comprar os presentes natalinos para os filhos, netos e amigos? É uma ótima maneira de economizar com as promoções e ainda escapar das lojas lotadas e do nervosismo no final do ano.
  • Fazer uma viagem: Aproveite o período de baixa temporada e escolha um lugar novo para conhecer e celebrar a vida com economia. Aproveite as ofertas exclusivas para quem tem acima de 60 anos e garanta passagens gratuitas e descontos em pacotes e passeios. Você merece esse presente!
[...]
Noticias
24/08/2016
Confira

Qual é a regra de ouro no uso do cartão de crédito?

Se enrolou no cartão de crédito? Saiba qual é o primeiro mandamento para o bom uso dele e quando ter mais de um cartão pode ser uma boa ideia.

 

[...]
Videos
23 de Agosto de 2016
Confira

Qual é o limite de cartão de crédito ideal para mim?

Para muita gente, o primeiro acesso ao crédito está num pedacinho de plástico. Antes mesmo de ter alguma renda ou abrir uma conta em banco, é possível ter um cartão de crédito. Pais presenteiam seus filhos com cartões adicionais, casais contratam mais de um cartão para facilitar as compras da família, e lojas de varejo e supermercados também oferecem cartões para fidelizar seus clientes.

“É tanta oferta de crédito que se a gente resolver gastar todos os limites dos cartões da família, não tem como pagar depois”, diz Aline, casada com Marcos e mãe da adolescente de 16 anos Giovanna. A renda da família é de R$ 3.000,00 por mês, mas a soma dos limites de seus sete cartões de crédito chega a R$ 9.000,00.

É nesse ponto que muitas famílias se perdem. Por isso, antes de sair gastando seu limite, vale a pena levar em conta algumas dicas:

  • Faça as contas –Some os limites de todos os cartões da família. Se o valor for maior do que a renda, elimine alguns cartões ou entre em contato com seu banco e peça redução dos limites. A sugestão é que os limites totais não ultrapassem 30% da renda familiar. Assim, você evita cair em tentação.
  • Reserve limites altos para emergências – A geladeira quebrou e você não tem dinheiro guardado? Talvez precise usar o cartão de crédito para comprar uma nova geladeira em parcelas. Apenas nesses casos, é bom ter um cartão com limite mais alto do que sua renda. Como esse tipo de imprevisto não acontece sempre, mantenha esse cartão em casa e use apenas para emergências.
  • Defina um limite diário para você – Ao manter o limite do cartão de crédito em 30% da renda, fica mais fácil controlar os gastos. Se seu salário é de R$ 1.500,00, por exemplo, o limite do cartão deve ser de até R$ 450,00. Divida pelos 30 dias do mês e você saberá seu limite diário, que nesse caso é de R$ 15,00. Mentalize esse valor, pois é o que você poderá gastar por dia no cartão para manter as contas no azul.
  • Programe as parcelas – Sabe aquele calendário que fica na porta da geladeira? Cada vez que fizer uma compra parcelada, anote ali as parcelas pendentes, mês a mês. Enquanto tiver parcelas em aberto, evite novas compras. Aguarde finalizar um parcelamento antes de iniciar outro.

Se você já acumulou dívidas no cartão, não perca tempo! Acesse o SerasaConsumidor, cadastre-se e limpe seu nome com as empresas participantes.

[...]
Noticias
22/08/2016
Confira

Seu nome vale ouro

Proteja seus dados pessoais em grandes eventos públicos.

 

José Antonio perdeu seus documentos no estádio Beira-Rio, em Porto Alegre, durante um jogo da Copa do Mundo de 2014. Como tinha uma cópia do RG em casa, não deu muita importância ao fato e não fez um boletim de ocorrência. Alguns dias após o ocorrido, tirou a segunda via do documento. Menos de três meses depois, começou a receber uma cobrança atrás da outra. Por quê? Compras foram feitas em seu nome. Até hoje é vítima de fraudes: “já recebi até fatura de uma TV parcelada em 18 vezes, mas nunca fiz essa compra”.

Em eventos públicos com grande aglomeração de pessoas nas ruas, no transporte público ou em bares e estádios, o risco de perda ou roubo de documentos e cartões bancários aumenta. Em ocasiões como essas, fraudadores especializados em roubo de identidade se aproveitam da distração dos espectadores para usar seus dados em compras, empréstimos e financiamentos que só serão notados muito tempo depois, quando as parcelas começarem a vencer.

Nos primeiros dias da Copa, a Serasa registrou um aumento de 16% nos cadastros de documentos extraviados, em comparação ao ano anterior. Vai participar dos megaeventos esportivos no Rio este ano? Confira algumas dicas para não entrar nesta estatística e garanta a sua segurança:

1ª Não saia de casa com todos os documentos originais;

2ª Se for a um lugar que não pede documento original, leve uma cópia simples ou autenticada;

3ª Procure guardar documentos, cartões e cheques no bolso da frente da calça ou em bolsos escondidos dentro da bolsa;

4ª Não perca de vista seus documentos e nunca os entregue a desconhecidos;

5ª Nunca forneça seus dados pessoais por telefone ou para estranhos;

 

O que fazer caso seus documentos sejam extraviados

Não perca tempo:

– Vá à delegacia de polícia mais próxima e registre um Boletim de Ocorrência (B.O.) ou pesquise na internet se a polícia do seu Estado possui o B.O. Eletrônico. Informe detalhadamente todos os documentos perdidos ou roubados;

– Ligue imediatamente para a central de atendimento do seu banco para cancelar cartões e cheques perdidos ou roubados;

– Cadastre um alerta gratuito no nosso Serviço de Documentos e Cheques Roubados e esteja prevenido das fraudes. Ao se cadastrar, você ainda ganha automaticamente, por 15 dias, prevenção em dobro com o serviço antifraude do SerasaConsumidor (MeProteja), que acompanha 24 horas por dia as movimentações do seu CPF. Durante este período, caso seu documento seja consultado por alguma empresa, você receberá imediatamente uma mensagem de celular – SMS – informando o ocorrido. Assim, pode identificar se era você que estava buscando crédito ou se está sendo vítima de uma fraude.

Com esses cuidados, é só aproveitar os momentos de diversão que o esporte proporciona.

[...]
Noticias
18/08/2016
Confira

Cartão ou dinheiro: o que levar no bolso quando você vai a grandes eventos?

Você está prestes a acompanhar, de pertinho, uma das competições das Olimpíadas no Rio de Janeiro; ou pode ser que você esteja de saída para o show do seu cantor favorito. Eis que surge a dúvida: “devo levar cartão ou dinheiro”?

 

De modo geral, o cartão é o meio de pagamento mais recomendado: é seguro, pois você precisa digitar uma senha pessoal para efetivar o pagamento. Em caso de perda ou roubo, é possível providenciar imediatamente o cancelamento, enquanto o dinheiro que eventualmente estiver na carteira dificilmente será recuperado. Outra vantagem do cartão é que você pode fazer a consulta online da fatura e, assim, acompanhar diariamente seus gastos.

 

Com a disseminação dos leitores de cartões por meio do celular, os comerciantes não precisam necessariamente de uma máquina para passar o cartão de crédito ou débito.  Com isso, cada vez mais comerciantes adotam essa forma de pagamento.

 

Dicas para quem irá aos jogos

No Rio de Janeiro, sede das Olimpíadas, você pode utilizar o cartão de débito ou crédito até mesmo nas barracas que alugam cadeiras e guarda-sóis. Na praia, muitos ambulantes e artesãos também aceitam essa forma de pagamento.

 

Para a compra de ingressos e produtos oficiais na loja online do Rio2016, são aceitos apenas cartões Visa – patrocinador oficial. Isso também vale para as lojas físicas e quiosques espalhados pelas arenas dos jogos. Se você não tem um cartão dessa bandeira, pode solicitar um cartão pré-pago nesses pontos de vendas.

 

O pré-pago funciona de um jeito bem simples: não é cobrada tarifa ou anuidade. Você carrega o cartão com valores entre R$ 20,00 e R$ 2.000,00 e usa normalmente, como o débito. Caso sobre algum saldo, você poderá utilizá-lo em qualquer estabelecimento credenciado à bandeira no período de um ano. É uma maneira fácil de estipular um valor limite para gastar durante o período que estiver acompanhando as Olimpíadas. Assim, seu orçamento não se complica após o evento.

 

Se preferir o cartão de débito, junte todos os comprovantes e faça as contas diariamente de quanto gastou, evitando entrar no cheque especial, caso tenha. Se for usar o crédito, faça o mesmo e garanta que terá o valor total gasto no dia do vencimento da sua fatura.  Você pode até ficar tentado a parcelar, mas resista! Evite pagar um alto valor de juros. É um péssimo negócio em qualquer situação.

 

Há uma série de outras medidas e cuidados que você pode adotar para fazer economia e não cair em ciladas durante o evento. Leia o guia completo que o SerasaConsumidor desenvolveu em parceria com a ABRADECONT (Associação Brasileira de Defesa do Consumidor e Trabalhador). Ele traz dicas sobre alimentação, hospedagem, transporte e cuidados a serem tomados na hora de fazer reservas e contratar serviços, além de orientações práticas sobre o que fazer em caso de perda de documentos ou necessidade de ajuda. Confira e aproveite ao máximo a festa mundial do esporte!

[...]
Noticias
11/08/2016
Confira

Cuidar melhor do seu dinheiro estava entre as metas de ano novo?

Já passamos da metade de 2016: se lidar melhor com o seu dinheiro estava entre as suas metas de ano novo, pare e analise se está conseguindo cumprir seus objetivos. Ainda dá tempo!

[...]
Videos
10/08/2016
Confira
Aposentado: como aproveitar seu 13⁰?

Veja como usar o dinheiro extra com sabedoria.

 

A partir de 25 de agosto até o início de setembro, será paga a primeira parcela do 13º dos aposentados e pensionistas. A segunda parcela será paga em novembro. Uma entrada extra, que pode trazer um fôlego para as contas de milhões de segurados da Previdência Social em todo o Brasil.

 

Segundo a diretora do SerasaConsumidor, Fernanda Monnerat, quem tem direito a esse benefício deve aproveitar a oportunidade para se organizar financeiramente e utilizar o dinheiro extra da melhor maneira possível. “Seja para complementar um orçamento mais curto, cuidar da saúde ou até mesmo poupar e fazer bons investimentos, desde que o aposentado não esteja superendividado ou com dívidas em atraso”. Veja algumas dicas para tirar o melhor proveito do seu abono anual:

 

  • Finanças em ordem – Se o orçamento da casa estiver descontrolado, antes de receber a primeira parcela do 13º salário, é importante que o aposentado se organize. Faça uma lista com todas as contas e compare com a renda mensal. Dessa maneira, será possível identificar se ele está gastando mais do que ganha e fazer alguns ajustes, como o corte de supérfluos, por exemplo. Se for necessário, o dinheiro extra pode ser usado para ajudar no pagamento das contas essenciais, como água, luz e alimentação, por exemplo;
  • Quitar ou antecipar o pagamento de dívidas: Você sabia que pode antecipar o pagamento de dívidas com desconto? Caso tenha empréstimos em seu nome, pode pedir ao banco ou financeira para descontar os juros das próximas parcelas do seu contrato. Por lei, a instituição é obrigada a fornecer esse cálculo em até 5 dias e você poderá usar seu dinheiro para eliminar ou reduzir essa despesa do seu orçamento.
  • Cuidar da saúde: Aproveite essa época para agendar seu check up ou consulta anual ao dentista. Assim você terá dinheiro disponível para os tratamentos e remédios, investindo sempre na sua qualidade de vida.
  • Investir seu dinheiro: Aproveite os juros altos para poupar e garantir bons rendimentos de aplicações financeiras. Mas atenção: essa dica só vale para quem está com as contas em dia. Se você tem dívidas em atraso, priorize o pagamento e evite multas e juros ainda maiores.
  • Encher a despensa: Com o preço dos alimentos subindo a cada dia, vale a pena estocar produtos com duração mais longa, como enlatados e condimentos em promoção e proteger seu orçamento de futuras surpresas. Mas fique atento! Para evitar que os alimentos estraguem, cole etiquetas na prateleira com os meses do ano e agrupe os produtos de acordo com a data de validade.
  • Evite emprestar: Quem está pensando em emprestar o dinheiro para parentes ou amigos precisa ficar atento. Por mais bem intencionada que essa pessoa possa ser, sempre há o risco de descontrole financeiro e quem pode ter que assumir a dívida é o aposentado. Cuidado!
  • Antecipar compras de Natal: Que tal aproveitar os preços mais baixos dessa época para comprar os presentes natalinos para os filhos, netos e amigos? É uma ótima maneira de economizar com as promoções e ainda escapar das lojas lotadas e do nervosismo no final do ano.
  • Fazer uma viagem: Aproveite o período de baixa temporada e escolha um lugar novo para conhecer e celebrar a vida com economia. Aproveite as ofertas exclusivas para quem tem acima de 60 anos e garanta passagens gratuitas e descontos em pacotes e passeios. Você merece esse presente!
Aposentado: como aproveitar seu 13⁰?close

Veja como usar o dinheiro extra com sabedoria.

 

A partir de 25 de agosto até o início de setembro, será paga a primeira parcela do 13º dos aposentados e pensionistas. A segunda parcela será paga em novembro. Uma entrada extra, que pode trazer um fôlego para as contas de milhões de segurados da Previdência Social em todo o Brasil.

 

Segundo a diretora do SerasaConsumidor, Fernanda Monnerat, quem tem direito a esse benefício deve aproveitar a oportunidade para se organizar financeiramente e utilizar o dinheiro extra da melhor maneira possível. “Seja para complementar um orçamento mais curto, cuidar da saúde ou até mesmo poupar e fazer bons investimentos, desde que o aposentado não esteja superendividado ou com dívidas em atraso”. Veja algumas dicas para tirar o melhor proveito do seu abono anual:

 

  • Finanças em ordem – Se o orçamento da casa estiver descontrolado, antes de receber a primeira parcela do 13º salário, é importante que o aposentado se organize. Faça uma lista com todas as contas e compare com a renda mensal. Dessa maneira, será possível identificar se ele está gastando mais do que ganha e fazer alguns ajustes, como o corte de supérfluos, por exemplo. Se for necessário, o dinheiro extra pode ser usado para ajudar no pagamento das contas essenciais, como água, luz e alimentação, por exemplo;
  • Quitar ou antecipar o pagamento de dívidas: Você sabia que pode antecipar o pagamento de dívidas com desconto? Caso tenha empréstimos em seu nome, pode pedir ao banco ou financeira para descontar os juros das próximas parcelas do seu contrato. Por lei, a instituição é obrigada a fornecer esse cálculo em até 5 dias e você poderá usar seu dinheiro para eliminar ou reduzir essa despesa do seu orçamento.
  • Cuidar da saúde: Aproveite essa época para agendar seu check up ou consulta anual ao dentista. Assim você terá dinheiro disponível para os tratamentos e remédios, investindo sempre na sua qualidade de vida.
  • Investir seu dinheiro: Aproveite os juros altos para poupar e garantir bons rendimentos de aplicações financeiras. Mas atenção: essa dica só vale para quem está com as contas em dia. Se você tem dívidas em atraso, priorize o pagamento e evite multas e juros ainda maiores.
  • Encher a despensa: Com o preço dos alimentos subindo a cada dia, vale a pena estocar produtos com duração mais longa, como enlatados e condimentos em promoção e proteger seu orçamento de futuras surpresas. Mas fique atento! Para evitar que os alimentos estraguem, cole etiquetas na prateleira com os meses do ano e agrupe os produtos de acordo com a data de validade.
  • Evite emprestar: Quem está pensando em emprestar o dinheiro para parentes ou amigos precisa ficar atento. Por mais bem intencionada que essa pessoa possa ser, sempre há o risco de descontrole financeiro e quem pode ter que assumir a dívida é o aposentado. Cuidado!
  • Antecipar compras de Natal: Que tal aproveitar os preços mais baixos dessa época para comprar os presentes natalinos para os filhos, netos e amigos? É uma ótima maneira de economizar com as promoções e ainda escapar das lojas lotadas e do nervosismo no final do ano.
  • Fazer uma viagem: Aproveite o período de baixa temporada e escolha um lugar novo para conhecer e celebrar a vida com economia. Aproveite as ofertas exclusivas para quem tem acima de 60 anos e garanta passagens gratuitas e descontos em pacotes e passeios. Você merece esse presente!

Qual é o limite de cartão de crédito ideal para mim?

Para muita gente, o primeiro acesso ao crédito está num pedacinho de plástico. Antes mesmo de ter alguma renda ou abrir uma conta em banco, é possível ter um cartão de crédito. Pais presenteiam seus filhos com cartões adicionais, casais contratam mais de um cartão para facilitar as compras da família, e lojas de varejo e supermercados também oferecem cartões para fidelizar seus clientes.

“É tanta oferta de crédito que se a gente resolver gastar todos os limites dos cartões da família, não tem como pagar depois”, diz Aline, casada com Marcos e mãe da adolescente de 16 anos Giovanna. A renda da família é de R$ 3.000,00 por mês, mas a soma dos limites de seus sete cartões de crédito chega a R$ 9.000,00.

É nesse ponto que muitas famílias se perdem. Por isso, antes de sair gastando seu limite, vale a pena levar em conta algumas dicas:

  • Faça as contas –Some os limites de todos os cartões da família. Se o valor for maior do que a renda, elimine alguns cartões ou entre em contato com seu banco e peça redução dos limites. A sugestão é que os limites totais não ultrapassem 30% da renda familiar. Assim, você evita cair em tentação.
  • Reserve limites altos para emergências – A geladeira quebrou e você não tem dinheiro guardado? Talvez precise usar o cartão de crédito para comprar uma nova geladeira em parcelas. Apenas nesses casos, é bom ter um cartão com limite mais alto do que sua renda. Como esse tipo de imprevisto não acontece sempre, mantenha esse cartão em casa e use apenas para emergências.
  • Defina um limite diário para você – Ao manter o limite do cartão de crédito em 30% da renda, fica mais fácil controlar os gastos. Se seu salário é de R$ 1.500,00, por exemplo, o limite do cartão deve ser de até R$ 450,00. Divida pelos 30 dias do mês e você saberá seu limite diário, que nesse caso é de R$ 15,00. Mentalize esse valor, pois é o que você poderá gastar por dia no cartão para manter as contas no azul.
  • Programe as parcelas – Sabe aquele calendário que fica na porta da geladeira? Cada vez que fizer uma compra parcelada, anote ali as parcelas pendentes, mês a mês. Enquanto tiver parcelas em aberto, evite novas compras. Aguarde finalizar um parcelamento antes de iniciar outro.

Se você já acumulou dívidas no cartão, não perca tempo! Acesse o SerasaConsumidor, cadastre-se e limpe seu nome com as empresas participantes.

Qual é o limite de cartão de crédito ideal para mim?close

Para muita gente, o primeiro acesso ao crédito está num pedacinho de plástico. Antes mesmo de ter alguma renda ou abrir uma conta em banco, é possível ter um cartão de crédito. Pais presenteiam seus filhos com cartões adicionais, casais contratam mais de um cartão para facilitar as compras da família, e lojas de varejo e supermercados também oferecem cartões para fidelizar seus clientes.

“É tanta oferta de crédito que se a gente resolver gastar todos os limites dos cartões da família, não tem como pagar depois”, diz Aline, casada com Marcos e mãe da adolescente de 16 anos Giovanna. A renda da família é de R$ 3.000,00 por mês, mas a soma dos limites de seus sete cartões de crédito chega a R$ 9.000,00.

É nesse ponto que muitas famílias se perdem. Por isso, antes de sair gastando seu limite, vale a pena levar em conta algumas dicas:

  • Faça as contas –Some os limites de todos os cartões da família. Se o valor for maior do que a renda, elimine alguns cartões ou entre em contato com seu banco e peça redução dos limites. A sugestão é que os limites totais não ultrapassem 30% da renda familiar. Assim, você evita cair em tentação.
  • Reserve limites altos para emergências – A geladeira quebrou e você não tem dinheiro guardado? Talvez precise usar o cartão de crédito para comprar uma nova geladeira em parcelas. Apenas nesses casos, é bom ter um cartão com limite mais alto do que sua renda. Como esse tipo de imprevisto não acontece sempre, mantenha esse cartão em casa e use apenas para emergências.
  • Defina um limite diário para você – Ao manter o limite do cartão de crédito em 30% da renda, fica mais fácil controlar os gastos. Se seu salário é de R$ 1.500,00, por exemplo, o limite do cartão deve ser de até R$ 450,00. Divida pelos 30 dias do mês e você saberá seu limite diário, que nesse caso é de R$ 15,00. Mentalize esse valor, pois é o que você poderá gastar por dia no cartão para manter as contas no azul.
  • Programe as parcelas – Sabe aquele calendário que fica na porta da geladeira? Cada vez que fizer uma compra parcelada, anote ali as parcelas pendentes, mês a mês. Enquanto tiver parcelas em aberto, evite novas compras. Aguarde finalizar um parcelamento antes de iniciar outro.

Se você já acumulou dívidas no cartão, não perca tempo! Acesse o SerasaConsumidor, cadastre-se e limpe seu nome com as empresas participantes.

Seu nome vale ouro

Proteja seus dados pessoais em grandes eventos públicos.

 

José Antonio perdeu seus documentos no estádio Beira-Rio, em Porto Alegre, durante um jogo da Copa do Mundo de 2014. Como tinha uma cópia do RG em casa, não deu muita importância ao fato e não fez um boletim de ocorrência. Alguns dias após o ocorrido, tirou a segunda via do documento. Menos de três meses depois, começou a receber uma cobrança atrás da outra. Por quê? Compras foram feitas em seu nome. Até hoje é vítima de fraudes: “já recebi até fatura de uma TV parcelada em 18 vezes, mas nunca fiz essa compra”.

Em eventos públicos com grande aglomeração de pessoas nas ruas, no transporte público ou em bares e estádios, o risco de perda ou roubo de documentos e cartões bancários aumenta. Em ocasiões como essas, fraudadores especializados em roubo de identidade se aproveitam da distração dos espectadores para usar seus dados em compras, empréstimos e financiamentos que só serão notados muito tempo depois, quando as parcelas começarem a vencer.

Nos primeiros dias da Copa, a Serasa registrou um aumento de 16% nos cadastros de documentos extraviados, em comparação ao ano anterior. Vai participar dos megaeventos esportivos no Rio este ano? Confira algumas dicas para não entrar nesta estatística e garanta a sua segurança:

1ª Não saia de casa com todos os documentos originais;

2ª Se for a um lugar que não pede documento original, leve uma cópia simples ou autenticada;

3ª Procure guardar documentos, cartões e cheques no bolso da frente da calça ou em bolsos escondidos dentro da bolsa;

4ª Não perca de vista seus documentos e nunca os entregue a desconhecidos;

5ª Nunca forneça seus dados pessoais por telefone ou para estranhos;

 

O que fazer caso seus documentos sejam extraviados

Não perca tempo:

– Vá à delegacia de polícia mais próxima e registre um Boletim de Ocorrência (B.O.) ou pesquise na internet se a polícia do seu Estado possui o B.O. Eletrônico. Informe detalhadamente todos os documentos perdidos ou roubados;

– Ligue imediatamente para a central de atendimento do seu banco para cancelar cartões e cheques perdidos ou roubados;

– Cadastre um alerta gratuito no nosso Serviço de Documentos e Cheques Roubados e esteja prevenido das fraudes. Ao se cadastrar, você ainda ganha automaticamente, por 15 dias, prevenção em dobro com o serviço antifraude do SerasaConsumidor (MeProteja), que acompanha 24 horas por dia as movimentações do seu CPF. Durante este período, caso seu documento seja consultado por alguma empresa, você receberá imediatamente uma mensagem de celular – SMS – informando o ocorrido. Assim, pode identificar se era você que estava buscando crédito ou se está sendo vítima de uma fraude.

Com esses cuidados, é só aproveitar os momentos de diversão que o esporte proporciona.

Seu nome vale ouroclose

Proteja seus dados pessoais em grandes eventos públicos.

 

José Antonio perdeu seus documentos no estádio Beira-Rio, em Porto Alegre, durante um jogo da Copa do Mundo de 2014. Como tinha uma cópia do RG em casa, não deu muita importância ao fato e não fez um boletim de ocorrência. Alguns dias após o ocorrido, tirou a segunda via do documento. Menos de três meses depois, começou a receber uma cobrança atrás da outra. Por quê? Compras foram feitas em seu nome. Até hoje é vítima de fraudes: “já recebi até fatura de uma TV parcelada em 18 vezes, mas nunca fiz essa compra”.

Em eventos públicos com grande aglomeração de pessoas nas ruas, no transporte público ou em bares e estádios, o risco de perda ou roubo de documentos e cartões bancários aumenta. Em ocasiões como essas, fraudadores especializados em roubo de identidade se aproveitam da distração dos espectadores para usar seus dados em compras, empréstimos e financiamentos que só serão notados muito tempo depois, quando as parcelas começarem a vencer.

Nos primeiros dias da Copa, a Serasa registrou um aumento de 16% nos cadastros de documentos extraviados, em comparação ao ano anterior. Vai participar dos megaeventos esportivos no Rio este ano? Confira algumas dicas para não entrar nesta estatística e garanta a sua segurança:

1ª Não saia de casa com todos os documentos originais;

2ª Se for a um lugar que não pede documento original, leve uma cópia simples ou autenticada;

3ª Procure guardar documentos, cartões e cheques no bolso da frente da calça ou em bolsos escondidos dentro da bolsa;

4ª Não perca de vista seus documentos e nunca os entregue a desconhecidos;

5ª Nunca forneça seus dados pessoais por telefone ou para estranhos;

 

O que fazer caso seus documentos sejam extraviados

Não perca tempo:

– Vá à delegacia de polícia mais próxima e registre um Boletim de Ocorrência (B.O.) ou pesquise na internet se a polícia do seu Estado possui o B.O. Eletrônico. Informe detalhadamente todos os documentos perdidos ou roubados;

– Ligue imediatamente para a central de atendimento do seu banco para cancelar cartões e cheques perdidos ou roubados;

– Cadastre um alerta gratuito no nosso Serviço de Documentos e Cheques Roubados e esteja prevenido das fraudes. Ao se cadastrar, você ainda ganha automaticamente, por 15 dias, prevenção em dobro com o serviço antifraude do SerasaConsumidor (MeProteja), que acompanha 24 horas por dia as movimentações do seu CPF. Durante este período, caso seu documento seja consultado por alguma empresa, você receberá imediatamente uma mensagem de celular – SMS – informando o ocorrido. Assim, pode identificar se era você que estava buscando crédito ou se está sendo vítima de uma fraude.

Com esses cuidados, é só aproveitar os momentos de diversão que o esporte proporciona.

Mais notícias

Aposentado: como aproveitar seu 13⁰?

Veja como usar o dinheiro extra com sabedoria.

 

A partir de 25 de agosto até o início de setembro, será paga a primeira parcela do 13º dos aposentados e pensionistas. A segunda parcela será paga em novembro. Uma entrada extra, que pode trazer um fôlego para as contas de milhões de segurados da Previdência Social em todo o Brasil.

 

Segundo a diretora do SerasaConsumidor, Fernanda Monnerat, quem tem direito a esse benefício deve aproveitar a oportunidade para se organizar financeiramente e utilizar o dinheiro extra da melhor maneira possível. “Seja para complementar um orçamento mais curto, cuidar da saúde ou até mesmo poupar e fazer bons investimentos, desde que o aposentado não esteja superendividado ou com dívidas em atraso”. Veja algumas dicas para tirar o melhor proveito do seu abono anual:

 

  • Finanças em ordem – Se o orçamento da casa estiver descontrolado, antes de receber a primeira parcela do 13º salário, é importante que o aposentado se organize. Faça uma lista com todas as contas e compare com a renda mensal. Dessa maneira, será possível identificar se ele está gastando mais do que ganha e fazer alguns ajustes, como o corte de supérfluos, por exemplo. Se for necessário, o dinheiro extra pode ser usado para ajudar no pagamento das contas essenciais, como água, luz e alimentação, por exemplo;
  • Quitar ou antecipar o pagamento de dívidas: Você sabia que pode antecipar o pagamento de dívidas com desconto? Caso tenha empréstimos em seu nome, pode pedir ao banco ou financeira para descontar os juros das próximas parcelas do seu contrato. Por lei, a instituição é obrigada a fornecer esse cálculo em até 5 dias e você poderá usar seu dinheiro para eliminar ou reduzir essa despesa do seu orçamento.
  • Cuidar da saúde: Aproveite essa época para agendar seu check up ou consulta anual ao dentista. Assim você terá dinheiro disponível para os tratamentos e remédios, investindo sempre na sua qualidade de vida.
  • Investir seu dinheiro: Aproveite os juros altos para poupar e garantir bons rendimentos de aplicações financeiras. Mas atenção: essa dica só vale para quem está com as contas em dia. Se você tem dívidas em atraso, priorize o pagamento e evite multas e juros ainda maiores.
  • Encher a despensa: Com o preço dos alimentos subindo a cada dia, vale a pena estocar produtos com duração mais longa, como enlatados e condimentos em promoção e proteger seu orçamento de futuras surpresas. Mas fique atento! Para evitar que os alimentos estraguem, cole etiquetas na prateleira com os meses do ano e agrupe os produtos de acordo com a data de validade.
  • Evite emprestar: Quem está pensando em emprestar o dinheiro para parentes ou amigos precisa ficar atento. Por mais bem intencionada que essa pessoa possa ser, sempre há o risco de descontrole financeiro e quem pode ter que assumir a dívida é o aposentado. Cuidado!
  • Antecipar compras de Natal: Que tal aproveitar os preços mais baixos dessa época para comprar os presentes natalinos para os filhos, netos e amigos? É uma ótima maneira de economizar com as promoções e ainda escapar das lojas lotadas e do nervosismo no final do ano.
  • Fazer uma viagem: Aproveite o período de baixa temporada e escolha um lugar novo para conhecer e celebrar a vida com economia. Aproveite as ofertas exclusivas para quem tem acima de 60 anos e garanta passagens gratuitas e descontos em pacotes e passeios. Você merece esse presente!
[...]
Noticias
24/08/2016
Confira

Qual é o limite de cartão de crédito ideal para mim?

Para muita gente, o primeiro acesso ao crédito está num pedacinho de plástico. Antes mesmo de ter alguma renda ou abrir uma conta em banco, é possível ter um cartão de crédito. Pais presenteiam seus filhos com cartões adicionais, casais contratam mais de um cartão para facilitar as compras da família, e lojas de varejo e supermercados também oferecem cartões para fidelizar seus clientes.

“É tanta oferta de crédito que se a gente resolver gastar todos os limites dos cartões da família, não tem como pagar depois”, diz Aline, casada com Marcos e mãe da adolescente de 16 anos Giovanna. A renda da família é de R$ 3.000,00 por mês, mas a soma dos limites de seus sete cartões de crédito chega a R$ 9.000,00.

É nesse ponto que muitas famílias se perdem. Por isso, antes de sair gastando seu limite, vale a pena levar em conta algumas dicas:

  • Faça as contas –Some os limites de todos os cartões da família. Se o valor for maior do que a renda, elimine alguns cartões ou entre em contato com seu banco e peça redução dos limites. A sugestão é que os limites totais não ultrapassem 30% da renda familiar. Assim, você evita cair em tentação.
  • Reserve limites altos para emergências – A geladeira quebrou e você não tem dinheiro guardado? Talvez precise usar o cartão de crédito para comprar uma nova geladeira em parcelas. Apenas nesses casos, é bom ter um cartão com limite mais alto do que sua renda. Como esse tipo de imprevisto não acontece sempre, mantenha esse cartão em casa e use apenas para emergências.
  • Defina um limite diário para você – Ao manter o limite do cartão de crédito em 30% da renda, fica mais fácil controlar os gastos. Se seu salário é de R$ 1.500,00, por exemplo, o limite do cartão deve ser de até R$ 450,00. Divida pelos 30 dias do mês e você saberá seu limite diário, que nesse caso é de R$ 15,00. Mentalize esse valor, pois é o que você poderá gastar por dia no cartão para manter as contas no azul.
  • Programe as parcelas – Sabe aquele calendário que fica na porta da geladeira? Cada vez que fizer uma compra parcelada, anote ali as parcelas pendentes, mês a mês. Enquanto tiver parcelas em aberto, evite novas compras. Aguarde finalizar um parcelamento antes de iniciar outro.

Se você já acumulou dívidas no cartão, não perca tempo! Acesse o SerasaConsumidor, cadastre-se e limpe seu nome com as empresas participantes.

[...]
Noticias
22/08/2016
Confira

Seu nome vale ouro

Proteja seus dados pessoais em grandes eventos públicos.

 

José Antonio perdeu seus documentos no estádio Beira-Rio, em Porto Alegre, durante um jogo da Copa do Mundo de 2014. Como tinha uma cópia do RG em casa, não deu muita importância ao fato e não fez um boletim de ocorrência. Alguns dias após o ocorrido, tirou a segunda via do documento. Menos de três meses depois, começou a receber uma cobrança atrás da outra. Por quê? Compras foram feitas em seu nome. Até hoje é vítima de fraudes: “já recebi até fatura de uma TV parcelada em 18 vezes, mas nunca fiz essa compra”.

Em eventos públicos com grande aglomeração de pessoas nas ruas, no transporte público ou em bares e estádios, o risco de perda ou roubo de documentos e cartões bancários aumenta. Em ocasiões como essas, fraudadores especializados em roubo de identidade se aproveitam da distração dos espectadores para usar seus dados em compras, empréstimos e financiamentos que só serão notados muito tempo depois, quando as parcelas começarem a vencer.

Nos primeiros dias da Copa, a Serasa registrou um aumento de 16% nos cadastros de documentos extraviados, em comparação ao ano anterior. Vai participar dos megaeventos esportivos no Rio este ano? Confira algumas dicas para não entrar nesta estatística e garanta a sua segurança:

1ª Não saia de casa com todos os documentos originais;

2ª Se for a um lugar que não pede documento original, leve uma cópia simples ou autenticada;

3ª Procure guardar documentos, cartões e cheques no bolso da frente da calça ou em bolsos escondidos dentro da bolsa;

4ª Não perca de vista seus documentos e nunca os entregue a desconhecidos;

5ª Nunca forneça seus dados pessoais por telefone ou para estranhos;

 

O que fazer caso seus documentos sejam extraviados

Não perca tempo:

– Vá à delegacia de polícia mais próxima e registre um Boletim de Ocorrência (B.O.) ou pesquise na internet se a polícia do seu Estado possui o B.O. Eletrônico. Informe detalhadamente todos os documentos perdidos ou roubados;

– Ligue imediatamente para a central de atendimento do seu banco para cancelar cartões e cheques perdidos ou roubados;

– Cadastre um alerta gratuito no nosso Serviço de Documentos e Cheques Roubados e esteja prevenido das fraudes. Ao se cadastrar, você ainda ganha automaticamente, por 15 dias, prevenção em dobro com o serviço antifraude do SerasaConsumidor (MeProteja), que acompanha 24 horas por dia as movimentações do seu CPF. Durante este período, caso seu documento seja consultado por alguma empresa, você receberá imediatamente uma mensagem de celular – SMS – informando o ocorrido. Assim, pode identificar se era você que estava buscando crédito ou se está sendo vítima de uma fraude.

Com esses cuidados, é só aproveitar os momentos de diversão que o esporte proporciona.

[...]
Noticias
18/08/2016
Confira

Cartão ou dinheiro: o que levar no bolso quando você vai a grandes eventos?

Você está prestes a acompanhar, de pertinho, uma das competições das Olimpíadas no Rio de Janeiro; ou pode ser que você esteja de saída para o show do seu cantor favorito. Eis que surge a dúvida: “devo levar cartão ou dinheiro”?

 

De modo geral, o cartão é o meio de pagamento mais recomendado: é seguro, pois você precisa digitar uma senha pessoal para efetivar o pagamento. Em caso de perda ou roubo, é possível providenciar imediatamente o cancelamento, enquanto o dinheiro que eventualmente estiver na carteira dificilmente será recuperado. Outra vantagem do cartão é que você pode fazer a consulta online da fatura e, assim, acompanhar diariamente seus gastos.

 

Com a disseminação dos leitores de cartões por meio do celular, os comerciantes não precisam necessariamente de uma máquina para passar o cartão de crédito ou débito.  Com isso, cada vez mais comerciantes adotam essa forma de pagamento.

 

Dicas para quem irá aos jogos

No Rio de Janeiro, sede das Olimpíadas, você pode utilizar o cartão de débito ou crédito até mesmo nas barracas que alugam cadeiras e guarda-sóis. Na praia, muitos ambulantes e artesãos também aceitam essa forma de pagamento.

 

Para a compra de ingressos e produtos oficiais na loja online do Rio2016, são aceitos apenas cartões Visa – patrocinador oficial. Isso também vale para as lojas físicas e quiosques espalhados pelas arenas dos jogos. Se você não tem um cartão dessa bandeira, pode solicitar um cartão pré-pago nesses pontos de vendas.

 

O pré-pago funciona de um jeito bem simples: não é cobrada tarifa ou anuidade. Você carrega o cartão com valores entre R$ 20,00 e R$ 2.000,00 e usa normalmente, como o débito. Caso sobre algum saldo, você poderá utilizá-lo em qualquer estabelecimento credenciado à bandeira no período de um ano. É uma maneira fácil de estipular um valor limite para gastar durante o período que estiver acompanhando as Olimpíadas. Assim, seu orçamento não se complica após o evento.

 

Se preferir o cartão de débito, junte todos os comprovantes e faça as contas diariamente de quanto gastou, evitando entrar no cheque especial, caso tenha. Se for usar o crédito, faça o mesmo e garanta que terá o valor total gasto no dia do vencimento da sua fatura.  Você pode até ficar tentado a parcelar, mas resista! Evite pagar um alto valor de juros. É um péssimo negócio em qualquer situação.

 

Há uma série de outras medidas e cuidados que você pode adotar para fazer economia e não cair em ciladas durante o evento. Leia o guia completo que o SerasaConsumidor desenvolveu em parceria com a ABRADECONT (Associação Brasileira de Defesa do Consumidor e Trabalhador). Ele traz dicas sobre alimentação, hospedagem, transporte e cuidados a serem tomados na hora de fazer reservas e contratar serviços, além de orientações práticas sobre o que fazer em caso de perda de documentos ou necessidade de ajuda. Confira e aproveite ao máximo a festa mundial do esporte!

[...]
Noticias
11/08/2016
Confira

Metade de 2016 já foi. E seus planos, em que pé estão?

 Eis uma boa hora para fazer um balanço e corrigir as rotas rumo às suas realizações do ano

 

Toda virada de ano é cheia de planos, promessas e resoluções. Levar a dieta a sério, fazer exercícios, comprar um carro, trocar de celular, pagar as dívidas e poupar dinheiro são metas comuns da maioria dos brasileiros. Os meses passam rápido e quando você se dá conta, metade de 2016 já se foi. E aí, como andam seus planos relacionados ao dinheiro? Conseguiu pagar todas as suas contas em dia, economizar uma parte do salário para aquela reforma na casa ou anotar todas as suas despesas diárias? Que nota daria para sua disciplina?

O meio do ano é um ótimo momento para fazer uma parada estratégica, analisar seu comportamento até aqui e corrigir possíveis rotas para que o próximo semestre seja tão ou mais produtivo. Veja, passo a passo, como fazer uma autoavaliação:

Passo 1 – Lista de promessas: Procure lembrar tudo que prometeu a si mesmo no dia 1º de janeiro e faça uma lista.

Passo 2 – Checagem: Ao lado de cada item, faça uma marca que identifique sua situação atual. Por exemplo: se conseguiu reservar o fundo de emergências que tinha se planejado, marque um sinal verde para esta meta. Se atrasou uma conta ou outra, e a meta era não atrasar nenhuma delas, faça uma marca amarela.  Se a ideia era fazer um planejamento mensal dos gastos e do que você recebe no mês e o plano não saiu do papel, pinte o item de vermelho.

Passo 3 – Análise: Avalie a quantidade de itens verdes, amarelos e vermelhos de sua lista e procure identificar motivos que podem ter dificultado ou impedido sua realização. Veja, a seguir, algumas explicações e dicas para seguir adiante:

Maioria de vermelhos:

  • Alinhe expectativas: Se você realizou menos da metade de tudo que prometeu para esse ano, pode ter se empolgado demais na quantidade de promessas. Lembre-se “quem tudo quer, nada tem”. Para o resto do ano, escolha uma ou duas metas possíveis e ajuste seu foco para elas.
  • Lide com imprevistos: Se algo saiu do planejado e impediu você de realizar seus planos, é o momento de rever suas prioridades. Se sua meta era comprar um carro, por exemplo, mas a crise fez as contas saírem do controle, respire fundo e mantenha os pés no chão. Às vezes é melhor dar um passo para trás para caminhar com mais segurança no futuro. Priorize o pagamento das dívidas antes de sonhar com novas aquisições.

 

Maioria de amarelos:

  • Faça escolhas: Se sua lista está toda em andamento, vale a pena escolher uma meta para concluir ainda em 2016. Conquistas realizadas aumentam a autoestima e nos motivam a chegar mais longe. Considere que você terá apenas mais seis meses pela frente e priorize as metas com mais chance de alcançar.

Maioria de verdes:

  • Celebre: O ano está na metade e você já tem uma lista de conquistas realizadas? É o momento de celebrar! Reúna a família e os amigos e reconheça quem fez parte do seu sucesso, afinal ninguém realiza nada sozinho.

Seja qual for a sua situação, o exercício de fazer um balanço é fundamental para avaliar se você está direcionando seus pensamentos e ações para a realização de seus objetivos.

[...]
Noticias
09/08/16
Confira

Medalha de ouro pra ele!

Que tal um programa diferente neste dia dos pais, em clima de Olimpíadas? a proposta é estar por perto e ainda incentivar seu pai a cuidar da saúde, sem gastar muito!

infog_agosto2016_k

[...]
Noticias
05 de Agosto de 2016
Confira
Qual é a regra de ouro no uso do cartão de crédito?

Se enrolou no cartão de crédito? Saiba qual é o primeiro mandamento para o bom uso dele e quando ter mais de um cartão pode ser uma boa ideia.

 

Qual é a regra de ouro no uso do cartão de crédito?close

Se enrolou no cartão de crédito? Saiba qual é o primeiro mandamento para o bom uso dele e quando ter mais de um cartão pode ser uma boa ideia.

 

Cuidar melhor do seu dinheiro estava entre as metas de ano novo?

Já passamos da metade de 2016: se lidar melhor com o seu dinheiro estava entre as suas metas de ano novo, pare e analise se está conseguindo cumprir seus objetivos. Ainda dá tempo!

Cuidar melhor do seu dinheiro estava entre as metas de ano novo?close

Já passamos da metade de 2016: se lidar melhor com o seu dinheiro estava entre as suas metas de ano novo, pare e analise se está conseguindo cumprir seus objetivos. Ainda dá tempo!

Afinal, o que é o Cadastro Positivo?

Entenda o que é o Cadastro Positivo e como você pode se beneficiar dele nesta entrevista com a diretora do SerasaConsumidor, Fernanda Monnerat.

Afinal, o que é o Cadastro Positivo?close

Entenda o que é o Cadastro Positivo e como você pode se beneficiar dele nesta entrevista com a diretora do SerasaConsumidor, Fernanda Monnerat.

Mais Vídeos

Qual é a regra de ouro no uso do cartão de crédito?

Se enrolou no cartão de crédito? Saiba qual é o primeiro mandamento para o bom uso dele e quando ter mais de um cartão pode ser uma boa ideia.

 

[...]
Videos
23 de Agosto de 2016
Confira

Cuidar melhor do seu dinheiro estava entre as metas de ano novo?

Já passamos da metade de 2016: se lidar melhor com o seu dinheiro estava entre as suas metas de ano novo, pare e analise se está conseguindo cumprir seus objetivos. Ainda dá tempo!

[...]
Videos
10/08/2016
Confira

Afinal, o que é o Cadastro Positivo?

Entenda o que é o Cadastro Positivo e como você pode se beneficiar dele nesta entrevista com a diretora do SerasaConsumidor, Fernanda Monnerat.

[...]
Videos
26/07/2016
Confira

Saiba como podemos ajudar você a limpar seu nome

Inauguramos aqui uma série de vídeos sobre educação financeira e, o primeiro deles, fala sobre uma das dúvidas mais frequentes entre os consumidores: afinal, como faço para limpar o meu nome?

Convidamos o Raphael Salmi, um dos nossos especialistas no assunto para explicar para você como podemos te ajudar!

[...]
Videos
29/06/2016
Confira
Guia dos megaeventos esportivos do Rio de Janeiro

A ABRADECONT  e o SerasaConsumidor se uniram para elaborar este guia, com orientações aos consumidores que visitarem a Cidade Maravilhosa durante a realização das competições em 2016.

Guia dos megaeventos esportivos do Rio de Janeiroclose

A ABRADECONT  e o SerasaConsumidor se uniram para elaborar este guia, com orientações aos consumidores que visitarem a Cidade Maravilhosa durante a realização das competições em 2016.

Você conhece bem o seu parceiro?

Falar abertamente sobre dinheiro e não esconder as finanças do parceiro são algumas dicas dos especialistas no assunto. Confira outras neste guia e leve seu relacionamento à prosperidade.

Você conhece bem o seu parceiro?close

Falar abertamente sobre dinheiro e não esconder as finanças do parceiro são algumas dicas dos especialistas no assunto. Confira outras neste guia e leve seu relacionamento à prosperidade.

Saiba como evitar a inadimplência

Neste guia de orientação ao cidadão você entende o que é inadimplência e tem dicas para evitá-la.

Saiba como evitar a inadimplênciaclose

Neste guia de orientação ao cidadão você entende o que é inadimplência e tem dicas para evitá-la.

Mais Guias

Guia dos megaeventos esportivos do Rio de Janeiro

A ABRADECONT  e o SerasaConsumidor se uniram para elaborar este guia, com orientações aos consumidores que visitarem a Cidade Maravilhosa durante a realização das competições em 2016.

[...]
Guias
18/07/2016
Confira

Você conhece bem o seu parceiro?

Falar abertamente sobre dinheiro e não esconder as finanças do parceiro são algumas dicas dos especialistas no assunto. Confira outras neste guia e leve seu relacionamento à prosperidade.

[...]
Guias
10/06/2015
Confira

Saiba como evitar a inadimplência

Neste guia de orientação ao cidadão você entende o que é inadimplência e tem dicas para evitá-la.

[...]
Guias
02/02/2014
Confira

À espera de um novo consumidor

A chegada de um bebê na família é motivo de felicidade, mas também de uma nova realidade financeira: mais uma pessoa para alimentar, cuidar, vestir, educar etc. Saiba como se planejar e entender os custos ao ter um novo integrante na família.

[...]
Guias
02/05/2016
Confira

Se está desempregado, saiba como recomeçar

Está desempregado? No nosso guia você encontra algumas orientações para reestruturar sua vida financeira e profissional. O importante é não entrar em pânico! Apesar de ser uma fase difícil, muitos desempregados encontram a situação ideal para recomeçar, seja com um novo emprego ou como empreendedor.

[...]
Guias
20/04/2016
Confira

Você sabe negociar dívidas?

Neste guia você pode aprender a controlar o impulso na hora de comprar, conhecer melhor a sua situação, entender seus direitos e deveres e ainda saber como se preparar para a hora da negociação da sua dívida.

[...]
Guias
01/11/2015
Confira
É aposentado? Como estão suas finanças?

Se você é aposentado, faça o nosso teste e descubra como anda a sua vida financeira nesta fase da vida.

É aposentado? Como estão suas finanças?close

Se você é aposentado, faça o nosso teste e descubra como anda a sua vida financeira nesta fase da vida.

Seu relacionamento está indo em direção à riqueza ou à falência?

Faça o nosso teste e descubra se seu relacionamento está indo em direção à riqueza ou à falência.

Seu relacionamento está indo em direção à riqueza ou à falência?close

Faça o nosso teste e descubra se seu relacionamento está indo em direção à riqueza ou à falência.

Mais Testes

É aposentado? Como estão suas finanças?

Se você é aposentado, faça o nosso teste e descubra como anda a sua vida financeira nesta fase da vida.

[...]
Testes
15/06/2016
Confira

Seu relacionamento está indo em direção à riqueza ou à falência?

Faça o nosso teste e descubra se seu relacionamento está indo em direção à riqueza ou à falência.

[...]
Testes
08/06/2016
Confira