Como sair das dívidas?

Confira as dicas que nossos especialistas em renegociação têm pra você.

Dívida com o banco? Dívida com o cartão de crédito? Conta de celular?

No Serasa Limpa Nome dá pra negociar todas essas dívidas de um jeito fácil e digital. Mas, antes de fazer um acordo, é preciso tomar alguns cuidados para não comprometer ainda mais sua renda, como economizar dinheiro e ficar atento aos juros.

E é por isso que o nosso time preparou 9 dicas que vão ajudar você a sair do vermelho de uma vez por todas.

Como se livrar das dívidas em 9 passos:

Uma mulher anotando tarefas em uma lista

1. Anote tudo

Tenha total controle de tudo o que acontece com o seu dinheiro. Qual a sua renda? Quais são os seus gastos? Quanto te sobra?

Somente assim você poderá ter uma noção de quanto pode comprometer da sua renda na hora de negociar suas dívidas e fechar um acordo.

E lembrando: qualquer moedinha que entrar é dinheiro, viu?

Mulher marcando tarefas em um calendário

2. Crie metas

"Preciso quitar a dívida com urgência? Quanto preciso guardar? Quais são os juros? Até quando?"

Entenda qual a sua real situação financeira e estipule pequenos objetivos de acordo com isso. Eles ajudarão você, por exemplo, na hora de economizar dinheiro ou escolher qual dívida negociar primeiro.

Uma lupa sobre documentos com dados financeiros.

3. Oganize o orçamento

Já que você entendeu sua situação financeira, chegou a hora de bolar uma estratégia para atingir seu resultado o mais rápido possível e sair do vermelho.

Sente e organize o seu orçamento de acordo com as suas metas. Analise todas suas opções de renda, gastos fixos e custos evitáveis.

Quatro pessoas conversando em torno de uma mesa.

4. Fale com sua família

Amigos e familiares podem ser verdadeiros vilões quando o assunto é economia de dinheiro e negociação de dívidas.

Explique sua situação e peça ajuda dentro e fora de casa. Pequenas ações econômicas de outras pessoas dentro do seu círculo social podem gerar frutos riquíssimos em um futuro a médio prazo.

Mulher marcando tarefas em uma lista.

5. Corte gastos desnecessários

Ficar sem sair no final de semana não vai matar ninguém, não é mesmo? Seu estilo de vida pode influenciar bastante na hora de guardar dinheiro. Realizar alguns cortes, principalmente no consumo, pode contribuir muito para que você atinja seu objetivo financeiro. E a economia não precisa ser somente de dinheiro, viu?

Evitar o desperdício de água na hora do banho e apagar a luz do quarto quando sair são ótimos exemplos de como cortar custos.

Uma pessoa vendendo uma roupa usada para outra

6. Busque uma renda extra

Chame de freela, job ou bico. O que importa é que qualquer renda extra é muito bem-vinda na hora de se livrar das dívidas, principalmente quando o corte de custos está difícil ou não é suficiente.

Isso sem falar no desapego que precisa rolar com aquelas roupas que estão guardadas há anos no guarda-roupa e você nem lembra.

Dá uma lavadinha e coloque à venda junto com todos os outros itens que você não utiliza mais e que podem gerar um dinheiro extra para o seu orçamento.

Um aperto de mãos e ao fundo um documento assinado

7. Negocie

Nem pense em fazer um acordo com juros abusivos. Negocie e renegocie suas dívidas quantas vezes for necessário até que a parcela caiba no seu bolso sem prejudicar o resto do seu orçamento.

Que tal começar agora? Acesse já o Serasa Limpa Nome e confira os descontos de até 90% das mais de 30 empresas participantes.

Símbolo da porcentagem e algumas moedas

8. Avalie as taxas de juros

Não é conversa fiada.

Caso você tenha mais de uma dívida para quitar, dê prioridade àquela que possui a maior taxa de juros. Isso porque, quanto mais tempo você demorar para pagar, maior a bola de neve vai ficar.

Mas lembre-se de apenas aceitar acordos que não comprometam todo o seu dinheiro, afinal, você ainda tem contas para pagar.

Uma pessoa escolhendo produtos em uma vitrine

9. Pare e compare

Não é porque sua vida financeira está melhorando que você precisa perder o juízo. É muito importante que você realize uma pesquisa antes de finalizar uma compra.

Se for pela internet, existe uma enorme variedade de sites com produtos semelhantes. Vale perder um tempinho para não perder a melhor oferta. O que não vale é voltar a ter dívidas por não comparar.

Se for pessoalmente, pedir um descontinho não mata ninguém.

Descomplique a sua vida financeira