O cheque especial é muito usado por ser prático, mas a maioria das pessoas ignora os juros altos cobrados. Entenda o que é o cheque especial e por que você deve evitar de usá-lo sempre que possível.

Todo mundo já passou por uns apertos do tipo. A fatura do cartão de crédito veio mais cara do que o esperado ou o condomínio ficou mais caro.

Com tantos imprevistos, o dinheiro em conta corrente não dá conta e muita gente recorre ao cheque especial. Dias depois o seu salário cai e o banco logo desconta o dinheiro do empréstimo. Olhando assim, parece simples contar com a grana do cheque especial. Mas essa facilidade tem um custo alto!

Como funciona o cheque especial?

Na verdade, muita gente já chegou a usar o cheque especial, mas não entende muito bem como ele funciona. Antes de tudo, é preciso entender que o cheque especial nada mais é do que um tipo de crédito que o banco lhe oferece. É como se fosse um empréstimo pré-aprovado que o banco deixa ali disponível pra você usar a qualquer momento. E é bem aí que mora o perigo! Ainda mais que o valor do cheque especial de cada um muda conforme a avaliação que cada banco faz do cliente.

Por que o cheque especial tem juros tão altos?

O cheque especial é caro porque o banco cede esse crédito sem pedir nenhuma garantia. Ao contrário do que acontece com o empréstimo pessoal. Nesse caso, você precisa ir até o banco, negociar as condições e assinar um contrato para conseguir o dinheiro emprestado.

Com o cheque especial, o limite fica ali disponível para que você use sempre que precisar.

É fácil e prático. Mas esta simplicidade tem um custo! E é por isso que muita gente comete o erro de usar o limite do cheque especial como se fosse uma extensão da conta corrente.

Já consultou seu CPF hoje?

Consulte agora o CPF

Como nesse caso, a instituição está se arriscando mais, os juros desse tipo de crédito são MUITO mais caros. Para que você tenha uma ideia, enquanto a cobrança de juros no empréstimo consignado chega a uma média de 42,8% ao ano, no cheque especial os juros sobem para 327% ao ano, de acordo com um levantamento do Banco Central!

Veja também
Quando vale a pena pegar empréstimo consignado?
O que você precisa saber para evitar uma dívida cara

Ou seja uma dívida de R$ 500, em um ano, cresce para R$ 2.408. Em um ano, você terá que pagar os R$ 500 que devia e quase R$ 2.000 só de juros. Não é do nada que o cheque especial é o segundo tipo de empréstimo mais caro do mercado. Ele está atrás apenas do cartão de crédito. Assustador, não é mesmo?

Não caia na armadilha do cheque especial!

O grande problema é que quando você se acostuma com a facilidade de lançar mão do dinheiro com frequência. Assim fica mais fácil cair na armadilha de fazer suas despesas contando sempre com aquele limite de crédito. Por mais que ele esteja ali, fácil de usar e aparecendo na sua conta corrente, é preciso lembrar que aquele dinheiro não é seu.

Se acontecer, por exemplo, de chegar a data de o banco cobrar pelo uso do limite do cheque especial e você não tiver dinheiro em conta corrente para cobrir a despesa, você precisa arcar não só com os juros altos, mas também com uma multa estipulada pelo banco.

Então, sabe aquele velho ditado que diz “quando a esmola é muita, o santo desconfia”, pois é mesmo!

Por mais que o banco lhe ofereça facilidades para usar o cheque especial – e muitas vezes libere um limite bem alto – não caia na cilada de usar uma linha de crédito tão cara.

Precisando de crédito? Faça uma simulação

Ainda que você passe por alguma situação em que precise pegar um empréstimo, procure a instituição para conseguir um crédito mais barato.

Não vale a pena se enrolar em uma dívida que vira uma de bola de neve somente pela praticidade do cheque especial.

No entanto, o melhor a fazer é ter um controle financeiro e um dinheiro guardado. Assim você consegue se planejar e constrói um colchão para não ter que recorrer ao banco. Aqui no Ensina, já demos dicas de como organizar sua reserva financeira, é só conferir e começar agora mesmo.

E caso você esteja enrolado com o cheque especial e estar com medo de estar com o nome sujo, consulte seu CPF aqui na Serasa. É grátis e a ajuda a deixar você mais tranquilo 😉

Já consultou seu CPF hoje?

Consulte agora o CPF

As melhores ofertas de crédito pessoal!

COMPARE GRÁTIS

Consulte grátis seu CPF e seu SCORE Comece agora uma nova vida financeira.

Consultar agora